21960865622_2059966b84_k

Empreender é o sonho de muita gente e, em época de crise e desemprego, tem tirado alguns do sufoco, dando a possibilidade de dar a volta por cima e abrir o próprio negócio. São vários os empreendimentos do segmento gourmet – inclusive pra quem tem pouca grana, como no caso das bike foods -, food trucks, quiosques, ateliês, roupas, bijoux sustentáveis, turbantes, livros lúdicos de pano e até como fazer negócios online, nesse caso o Facebook dá uma mãozinha e ensina como usar a ferramenta. São muitas as oportunidades, mas saber como aproveitá-las nem sempre é fácil.
Uma dica para quem pensa em desbravar o mundo empreendedor é dar uma chegadinha na 10ª edição da Expo Franchising ABF Rio que vai acontecer de 6 a 8 de outubro no Riocentro, na Zona Oeste.
Os ingressos podem ser comprados no site www.expofranchising.com.br ou diretamente na bilheteria. O passaporte individual (uma pessoa) sai por R$ 50 e dá direito aos três dias do evento e às palestras. Já o o duplo sai por R$ 80. A compra no local permite apenas acesso individual a um dia do evento.
A feira apresentará oportunidades para diversos setores, com oportunidades de negócios para todos os perfis e possibilidade de investimentos, inclusive home office. O mercado de franquias registra crescimento contínuo. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), no primeiro trimestre de 2016, o setor registrou índice de expansão de 2,9% em unidades de franquia em relação a 2015, totalizando 141.254 unidades.
Com modelos que variam de R$ 2,8 mil a R$25 mil, empreendedores e investidores podem conferir de perto as oportunidades de negócios na feira e escolher um que se adeque a sua realidade. Outra dica importante são as palestras para empreendedores para orientar a quem quer abrir o próprio negócio.
A expectativa dos organizadores é que mais de 20 mil pessoas interessadas em empreender participem do evento. A feira terá ainda a participação de mais de 200 marcas de diversos segmentos.
Um exemplo de franquia de baixo custo é a Jan PRO, marca do segmento de limpeza, que tem como foco franqueados com pouco capital para investir. A rede participou de duas edições recentes da feira e fatura R$ 50 milhões anualmente. O período olímpico fez o faturamento crescer em 40%, pois a empresa atua na limpeza de hotéis e estádios. A marca vai apresentar novidades interessantes para o público da Expo Franchising, oferecendo até 19 planos que podem ser financiados em 36 meses pela própria franqueadora.
Os planos são divididos em três categorias distintas, com um investimento inicial a partir de R$ 2,8 mil. O diferencial é que o dinheiro é devolvido para o investidor se após quatro meses o faturamento prometido não for atingido. O retorno de todo o investimento tem o tempo previsto de 12 meses.
Já quem tem mais dinheiro para investir pode dar uma olhada na iGUi Piscinas. A rede, presente em mais de 30 países, oferece o iGUi Trata Bem, opção econômica de negócio nos formatos home office e quiosque. O franqueado é treinado na própria empresa. O investimento inicial, já com a taxa de franquia, fica em R$ 10,9 mil para home office e R$ 20 mil para quiosque.
Outro modelo de franquia é o home office da corretora de seguros San Martin Seguradora. Com investimento inicial de R$ 25 mil, o empreendedor aprende a lidar com financiamentos, créditos consignados, empréstimos pessoais e todo o portfólio de seguros e consórcios.

Não+Pelo

Para quem tem dinheiro e pensa investir, uma oportunidade é a franquia Não+Pelo, que atua no segmento de Beleza e Estética. A marca trouxe serviço indolor, não invasiva e com altos índices de aceitação tanto por mulheres quanto homens.
O tratamento feito à luz pulsada intensa, além de combater o crescimento dos pelos, segundo informou a empresa, também auxilia no clareamento da pele e suaviza a foliculite, além de permitir que os pelos mais grossos se afinem, retarda o tempo de crescimento e auxilia na eliminação duradoura dos pelos.
No Rio de Janeiro, a empresa atua há cinco anos na capital e em outros sete municípios (São Gonçalo, Niterói, Nova Iguaçu, Petrópolis, Teresópolis, Volta Redonda, além de Campos dos Goytacazes).
O investimento inicial é de R$125 mil e os atrativos são as taxas de Royalties (R$ 1,6 mil) e Publicidade (R$ 1 mil) com preços fixos ao invés de variação de porcentagem de acordo com o faturamento mensal, cuja média é de R$ 33 mil. O prazo de retorno da franquia varia de 18 a 24 meses, segundo a empresa.
A estratégia de negócio é ampliar cada vez mais a área de atuação. Até o fim do ano, a Não+Pelo Regional Rio de Janeiro pretende expandir com mais cinco unidades sendo todos os investimentos comerciais para a capital. Em cinco anos e meio a rede abriu 380 pontos de atendimento no país.

Foto: ABF Rio/Divulgação