Por Viviane Faver
De Nova York

Investimento em tecnologia voltada ao varejo ganha impulso no Brasil e é tema de evento em Nova York, nos Estados Unidos. A americana Zendesk – que desenvolve softwares para atendimento ao consumidor -, ‘ganhou’ 7 mil clientes no Brasil, entre eles empresas como Buscapé, Shopify, Hotel Urbano, Fossil, Airbnb, Uber, Méliuz, Udacity, Resultados Digitais entre outras. E a aposta de crescimento no Brasil é tanta que a Zendesk fez no último dia 17 um evento em Manhattan para debater os rumos do setor de tecnologia voltada à experiência de consumidores com vários segmentos de empresas, inclusive do varejo.
Para o vice-presidente de Marketing da empresa, Jeff Titterton, o Brasil passa por um período de transformação digital e que as empresas estão entendendo a importância de posicionar o cliente no centro do negócio. “A Zendesk vê nisso a oportunidade de auxiliar as organizações nesse processo de automatização e integração do atendimento ao cliente”, disse durante entrevista exclusiva após o Future of Customer Experience, realizado no Center 415. “Estamos em mais de 160 países e o Brasil está entre as nossas dez principais operações no mundo”, declarou o diretor de Marketing para a a América Latina, Marcio Arnecke.
Segundo Tatiana Piloto, da Zendesk Brasil, entre 2014 e 2016, a operação local cresceu cerca de 40%. “Além disso, aumentamos em sete vezes nosso número de clientes nos últimos cinco anos. Entre 2016 e 2017, tivemos também um crescimento de 40% da operação brasileira. Foi o recorde da empresa em qualquer país do mundo naquele período”, comemora. Ela complementa dizendo que em 2017 aumentou em 200% o número de funcionários no Brasil para atender às demandas do mercado e potencializar o processo de expansão no País.

CLIENTES

A Méliuz, startup brasileira que oferece cupons de descontos de lojas online, conta que primeiro avaliou a relação custo-benefício antes de contratar a Zendesk. Segundo Serena Fernandes, coordenadora de atendimento ao cliente, o investimento inicial na época custou US$ 49 por licença. “Tínhamos três atendentes, então aproximadamente totalizou US$147”, contabiliza.
Ela conta que a empresa hoje consegue dar uma resposta às demandas em no máximo 5 minutos. “Os formulários da Zendesk garantem mais agilidade e com isso há aumento na produtividade”, explica. “O nosso tempo de primeira resposta diminuiu 78% e o tempo de solução, 86%. Além disso, 48% dos nossos tíquetes são resolvidos em apenas um contato”, diz Serena.
Outra cliente da Zendesk, Udacity – empresa com dois anos de atuação no Brasil, plataforma online que oferece cursos chamados de nanodegree nas áreas de ciência de dados, inteligência artificial, negócios e programação, utiliza os softwares da Zendesk como ferramenta de suporte aos estudantes e para responder às demandas enviadas pela central de atendimento.
Renata Zacarias, da Udacity Brasil, conta que resolveu executar o piloto de vendas durante a Black Friday no início de novembro de 2017 e que tinha cerca de 20 dias para realizar toda a implementação do sistema, desde a contratação e treinamento dos representantes de vendas até a decisão de todos os fluxos operacionais e ferramentas.
“Nosso investimento em média para a campanha da Black Friday foi de R$ 200 mil. Esperávamos atrair mil novos alunos durante a campanha e conseguimos 2 mil. Nossa equipe do projeto-piloto de vendas gerou cerca de 20% das vendas da Black Friday e a implementação do chat online e ligações foi fundamental para esse sucesso”, relata.
Ela acrescenta que desde a implementação das ferramentas de chat e talk, conseguiu atrair mais de 2 mil alunos através desses canais. Já a equipe de vendas, que utiliza os produtos da Zendesk, contribui por cerca de 30% da aquisição de novos alunos.
Já a empresa tecnologia Resultados Digitais, que desenvolve o software RD Station Marketing para gestão de pequenas e médias empresas, contratou a Zendesk em 2014. “Decidimos pela Zendesk por ser referência entre os operadores de mercado, com isso eles geram um ecossistema de troca e benchmark que valorizamos muito na RD”, segundo Rafaela Blacutt, líder de suporte da empresa.
“Desde que implementamos as soluções da Zendesk a equipe de suporte triplicou de tamanho, além de termos reduzido em mais um dia o tempo de resolução de chamados e aumentamos quase 10% nossa taxa de satisfação”, conta Rafaela.