Prestação de serviços ganha espaço no e-commerce

Prestação de serviços ganha espaço no e-commerce

Com a internet cada vez mais presente na vida das pessoas, empresas de prestação de serviços, que antes eram possíveis de serem contratados apenas por telefone ou pessoalmente, estão apostando na venda via internet. Na Fix Online, empresa especializada no conserto de telas e vidros de celulares, pedidos online já representam 90% das vendas
De acordo com um estudo do Ebit, em 2017 o faturamento do comércio eletrônico cresceu 7,5%, totalizando R$ 47 bilhões. Para este ano, as vendas online devem representar um crescimento de 12%, alcançando os R$ 53 bilhões. É cada vez mais comum, empresas de diversos segmentos, migrarem para o e-commerce. Hoje em dia, o consumidor pode solicitar o envio de roupas pelo WhastApp, o serviço de delivery em petshops, a contratação de faxina via redes sociais e, até mesmo, o conserto de celulares por meio de um clique.
Na Fix Online, por exemplo, o consumidor pode acessar o e-commerce da marca e solicitar que um motoboy retire seu celular em casa. Simples assim. Sem trânsito, sem estresse e com toda a comodidade que o sofá de casa oferece. Esse público já representa 90% dos clientes da empresa. “O perfil do cliente mudou. Ele busca por praticidade e agilidade e procura por serviços que possibilitam a contratação em um clique. A empresa que não se adaptar a essa nova realidade, está fadada ao fracasso”, afirma a sócia-fundadora da marca, Tatiana Moura.
Porém, segundo a empresária, para se destacar em meio a tanta concorrência, é preciso ir além. Na Fix Online, sempre que o cliente solicita o serviço de delivery, ao ir buscar o aparelho do cliente, a empresa disponibiliza um celular reserva. “Ao fazer diferente das outras assistências, a gente garante indicações e, sempre que necessário, o retorno do cliente”, conta Tatiana. Todo esse cuidado com o consumidor, reflete diretamente no sucesso da marca. Há pouco mais de um ano no mercado já foram quase mil telas consertadas, o que gerou um faturamento de R$ 1 milhão – número que deve crescer 20% até o final deste ano.
Consolidada como uma das três assistências especializadas em troca de vidro e tela de celular do Brasil, a Fix Online (www.fixonline.com.br) já estuda expandir os negócios e deve abrir a primeira franquia em 2019. “A gente faz um serviço que é difícil de ser encontrado, oferecemos uma dinâmica de serviço que conquista o consumidor e temos um preço bastante competitivo no mercado. O crescimento é natural”, diz Tatiana. A marca já dá os primeiros passos para entrar no franchising desenvolvendo cursos e treinamentos sobre o conserto de telas e deve abrir 5 lojas em todo o país até o final do ano que vem.
Faxina em um clique
No mercado desde 2015, há pouco tempo a Maria Brasileira (www.mariabrasileira.com.br), rede de franquias de serviços e cuidados, lançou sua plataforma digital, possibilitando ao consumidor contratar serviços domésticos, como faxineira, passadeira e cozinheira, com apenas um clique – o e-commerce já representa 40% das vendas.
“Além da plataforma digital, notamos um crescimento estrondoso de contratações originadas nas redes sociais. Muitas de nossas unidades fecham negócios via WhastApp e direct no Instagram”, comenta o sócio da marca, Eduardo Pirre.
De acordo com o empresário, a presença da Maria Brasileira na internet gerou um movimento interessante para marca. Desde que a marca lançou sua plataforma digital e passou a ter uma forte presença nas redes sociais, 73% dos clientes atendidos são novos consumidores, que estão totalmente inseridos no meio digital. “Transformar o serviço em um produto e colocá-lo a venda na internet é essencial para que a empresa possa crescer e atingir um público que está cada vez mais imerso no online e resolve toda a sua vida pela internet”, afirma Eduardo.
Para atender essa demanda que não para de crescer, a rede conta com 20 mil facilitadoras, espalhadas nas 200 unidades da marca em todo o país. A expectativa como os novos meios de contratação é alcançar um faturamento de R$60 milhões em até o final do ano, realizando 50 mil atendimentos por mês, o que significará um crescimento de 15%.

Megamatte investe em responsabilidade social

Megamatte investe em responsabilidade social

Na sexta-feira, dia 9, a rede Megamatte vai fazer em todas as suas lojas a MegAção. Nesse dia parte das vendas dos mates orgânicos e guaraná natural é revertida para um projeto social. Depois, a rede dobra o valor arrecadado. Na oitava edição do projeto, a instituição beneficiada pela MegAção 2018 é o Projeto Culinária, da Associação Saúde Criança, uma organização social independente, que trabalha com metodologia inovadora e própria no atendimento a famílias em vulnerabilidade social, com criança doente em tratamento, nas unidades públicas de saúde.

O projeto presta um atendimento multidisciplinar a crianças com problemas de saúde gravíssimos e ao mesmo tempo oferece treinamento para que as mães dessas crianças possam aprender algo que possa gerar um renda extra em casa (culinária, corte e costura etc). O Saúde Criança está na 18ª posição entre as 500 melhores ONGS do mundo, de acordo com a avaliação da entidade suíça NGO Advisor.

A rede Megamatte também aderiu à Lei Municipal de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, também conhecida como Lei do ISS, apoiando em 2018 o projeto “Escolas de Música e Cidadania” da ONG Agência do Bem. Além do apoio financeiro, a empresa se aproximará do projeto e dos beneficiados por meio de encontros e ações pontuais ao longo do ano. O destaque do projeto é a Orquestra formada com os alunos destas Escolas.

Além disso, a rede também investiu na causa animal, quando assinou um termo com a ONG Mercy For Animals. A Megamatte se comprometeu a diminuir o uso da cadeia de insumos que sejam relacionados à locais que deixem animais presos (como galinhas em granjas, por exemplo) até 2025. Essas ações fazem parte do comprometimento com o Pacto Global da ONU, também assinado pela empresa no início de 2017.

O objetivo é cada vez mais investir em responsabilidade social e apoiar projetos que têm estes propósitos. “É preciso ajudar aqueles que precisam de um suporte, para que eles possam dar continuidade a seus projetos. Com a crise, muita gente não conseguiu manter os patrocínios. Eles precisam de nós”, destaca Julio Monteiro, CEO da rede Megamatte.

Natura e Rock in Rio juntas por um mundo melhor

Natura e Rock in Rio juntas por um mundo melhor

Por Martha Imenes

Natura e o Rock in Rio se uniram em prol de um mundo melhor e firmaram parceria inédita para o Rock in Rio 2019, que vai ocorrer nos dias 27, 28 e 29 de setembro, 3, 4, 5 e 6 de outubro, na Cidade do Rock (Parque Olímpico, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro). As cerca de 700 mil pessoas durante os sete dias do evento serão convidadas a participar de causas e iniciativas de sustentabilidade e inovação.

A Natura é referência em projetos de impacto positivo nas esferas econômica, social, ambiental e cultural e tem suas atividades certificadas e reconhecidas por diversos selos e organizações internacionais, como B Corp (rede global de empresas de impacto positivo) e UEBT (spin off da ONU que certifica cadeia produtiva).

Para a vice-presidente de Marketing, Inovação e Sustentabilidade da Natura, Andrea Alvares, a parceria amplifica a visão de mundo da marca. “Natura é parte de um grupo global movido por propósito e impacto positivo, por isso, queremos ecoar nossos valores em plataformas massivas, engajadoras e relevantes como o Rock in Rio”, explica a executiva.

O festival, que surgiu em 1985 e já realizou 19 edições, tem entre suas diretrizes ajudar a transformar o planeta, não só por meio da música e do entretenimento, mas também por causas sociais, ambientais e culturais com o projeto “Por um Mundo Melhor”.

“Nove milhões de pessoas já passaram pela Cidade do Rock e um bilhão de pessoas já assistiram às transmissões das 19 edições. No Rock in Rio, temos um embrião do que pode ser um mundo melhor. Com a parceria com a Natura, queremos ampliar a potência dessa visão com o nosso público”, afirma Roberta Medina, vice-presidente executiva do Rock in Rio.

Para celebrar o anúncio da parceria entre a marca de cosméticos e o Rock in Rio, a Natura lança um vídeo que reafirma o seu compromisso com ações e em prol de uma sociedade mais consciente, diversa e igualitária, convidando as pessoas a acompanharem e participarem da ação.

“O que eu, você, o que nós podemos fazer pelo futuro? Não aquele futuro distante. Agora, nesse instante, o que fazer por esse mundo que tem tanta pressa que esquece o humano? Que toda ação tem uma reação? O planeta não é nossa propriedade, a comida não cresce na prateleira, a energia não vem da tomada. Dá para restaurar a conexão?”, questiona a peça publicitária, que tem narração da cantora Liniker Barros, da banda Liniker e os Caramelows, patrocinada pela marca.

A campanha será veiculada nos canais do Facebook, YouTube e Instagram da Natura. Assinam a criação do vídeo Carolina Albuquerque e Tais Okamura com direção de Isabel Nascimento Silva. A idealização é da Hysteria, produtora de conteúdo formada por diretoras, produtoras e jornalistas. O núcleo, que faz parte da Conspiração Filmes, tem o objetivo de criar um ecossistema de apoio à projetos concebidos e realizados por mulheres, não necessariamente sobre temas femininos e se define como “a equidade de gênero saindo da teoria e partindo para a prática”. Acesse no link http://youtu.be/uEN7yDeeJiY.

Ambev divulga projetos que receberão investimento de até US$ 100 mil

Ambev divulga projetos que receberão investimento de até US$ 100 mil

Por Martha Imenes

Três projetos brasileiros foram aprovados no programa da aceleradora global de soluções ambientais da AB InBev: Molécoola, a RSU Brasil e a Tampec. As startups foram selecionadas pela cervejaria Ambev (http://www.aceleradoraambev.com.br/) para participar de um treinamento onde os projetos serão acelerados na sede da companhia em Nova York. A aceleradora, lançada em junho com foco em impulsionar propostas que contribuam para a construção de um mundo melhor, visa identificar soluções inovadoras de empreendedores, startups e acadêmicos.  O programa faz parte da Plataforma 100+, lançada recentemente pela Ambev e que reúne ações de impacto positivo para construir um legado sustentável para a sociedade e o meio ambiente pelos próximos 100 anos e mais.
Em paralelo ao treinamento com foco no desenvolvimento do projeto piloto, as startups selecionadas receberão também um investimento de até US$ 100 mil e apoio operacional da companhia na implementação de suas soluções, além de mentoria e acompanhamento de especialistas em sustentabilidade da cervejaria e também de consultores externos.
As startups brasileiras que participarão da etapa global possuem projetos alinhados às metas socioambientais assumidas pela cervejaria Ambev como compromissos para serem atingidas até 2025 nos pilares Gestão de Água, Ações Climáticas, Agricultura Inteligente e Embalagem Circular. Entre elas está a Molécoola, que criou o conceito da primeira loja de nano franquia de reciclagem no Brasil, motivando as pessoas a destinarem seus resíduos para a reciclagem por meio de incentivos em forma de pontos para troca por produtos e serviços; a RSU Brasil, que desenvolveu uma tecnologia de baixo custo e limpa para transformação de resíduos orgânicos em biomassa para energia, para reaproveitamento do lixo, evitando assim o simples descarte no meio ambiente e garantindo reciclagem de materiais que antes eram aterrados; além da Tampec, que desenvolveu um sistema de logística reversa que mapeia e centraliza a coleta de embalagens pós consumo.
“Acreditamos no potencial de transformação e impacto positivo dos projetos que escolhemos para representar o Brasil na etapa global da nossa aceleradora. Estamos muito felizes em contar com startups que compartilham do nosso sonho de construir um mundo melhor e sabemos que, ao unir nossos esforços, estamos deixando um legado positivo para os próximos 100 anos e mais”, comenta Rodrigo Figueiredo, vice-presidente de Sustentabilidade e Suprimentos da cervejaria Ambev.
A aceleradora de soluções ambientais conta com apoio institucional do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) que, em parceria com a cervejaria Ambev, participou da avaliação dos projetos inscritos, garantindo alinhamento dos mesmos aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.
Além das startups brasileiras selecionadas para a etapa global, outros dois projetos nacionais foram escolhidos para receberem um incentivo financeiro, além de treinamentos e mentoria. A Amana Katu é um deles e desenvolveu sistemas para captação e filtragem de água da chuva para fins domésticos e agrícolas na Amazônia, onde há escassez de água potável para milhões de pessoas, empregando e capacitando grupos de jovens em situação de vulnerabilidade social. A outra startup é a ManejeBem, que criou uma rede social conectar produtores rurais e técnicos, providenciando assistência online a baixo custo, fomentando o desenvolvimento de pequenos negócios e contribuindo para boas práticas no campo.

Feira virtual de empregos e estágios na Estácio

Os universitários e recém formados que estão em busca de uma chance no mercado de trabalho têm até o dia 9 para conhecer as oportunidades oferecidas na 1ª Feira Virtual de Estágios e Empregos da Universidade Estácio de Sá, que é destinada a alunos e egressos da universidade e também a estudantes ou formados de todo o Brasil.

Para participar da Feira Virtual, os interessados deverão fazer seu pré-cadastro no link: www.estacio.br/feiravirtual<http://www.estacio.br/feiravirtual>. Durante os dias de permanência da feira, que estará disponível 24 horas por dia, será possível conferir carreiras em evidência e candidatar-se em vagas que serão oferecidas por grandes empresas, como Stefanini, Amil, KPMG, Manpower, CIEE, STB, Cia de Talentos, dentre outras, que já aderiram à iniciativa. Confira a programação completa da  feira: https://verosolutions.6connex.com/event/feiravirtual/estacio/login

Palestras também serão oferecidas para que os estudantes fiquem por dentro das novidades que estão acontecendo no mercado. Entre os temas a serem abordados estão Comportamentos, Empreendedorismo, Inovação, Crowdfunding, Dicas de currículo campeão, Como participar de entrevistas e muito mais. Vários conteúdos com dicas sobre o mercado serão disponibilizados. A programação pode ser conferida no site da Feira e as inscrições já estão disponíveis pelo endereço www.estacio.br/feiravirtual<http://www.estacio.br/feiravirtual>.

“Os candidatos que buscam uma oportunidade poderão disponibilizar seus currículos para vagas abertas e para bancos de currículos. Além de organizar eventos para promover oportunidades de inserção dos alunos no mercado de trabalho, a Estácio investe em iniciativas que fomentam a empregabilidade ao fechar parcerias com diversas empresas para oferta de vagas de estágio e emprego para estudantes de todo o Brasil e em diversas áreas de atuação”, afirma Liliana Sebusiani, gerente de Empregabilidade da Estácio.