‘Vice-versa’: Conta-Gotas do Instagram e Twitter para o blog

‘Vice-versa’: Conta-Gotas do Instagram e Twitter para o blog

Voltado para a área de negócios e oportunidades no Brasil e exterior, o perfil da coluna Conta-Gotas pode ser visualizado em blog, Facebook, Instagram e Twitter.
Em breve o CG vai estar também em um canal no YouTube para mostrar (e testar) produtos e serviços, além de divulgar ações de empresas.
Hoje iniciamos uma nova fase onde as imagens do Instagram e as “curtinhas” do Twitter passam a ser compartilhadas no blog. É o “vice-versa” em ação. Ou como o mercado chama: sinergia.

Serão muitas novidades este ano!

Curta, siga, compartilhe!
http://www.colunacontagotas.com.br/
https://www.facebook.com/colunacontagotas/
https://twitter.com/colunacontagot1https://
www.instagram.com/colunacontagotas/

Quer dar visibilidade a sua marca? Divulgar seu produto ou serviço? É só mandar fotos e notas para o email: colunacontagotas@gmail.com.

 

 

 

Belvedere planeja expansão para o Canadá

Belvedere planeja expansão para o Canadá

Por Viviane Faver
Especial de Nova York

NOVA YORK (EUA) – Um tipo de negócio tem crescido e levado empresas brasileiras a mirar o exterior para crescer e investir: o banco de investimento especializado em necessidades familiares, ou merchant banking. Mas o que seriam necessidades familiares? O executivo Julio Lage, da Belvedere Investimentos – que gerencia esses recursos – explica que a área de atuação é bem ampla, como investimento em ações, aquisição de imóveis, de crédito (gerir um portfólio ou até mesmo levantar recursos) e de energia (geração e comercialização), por exemplo. O foco nestes segmentos, segundo a empresa, é buscar renda consistente e de longo prazo.

O nicho de atuação da brasileira tem dado tão certo que além de escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória e Recife, já atua nos Estados Unidos, tem operação em Portugal e planeja seguir para Toronto, no Canadá.

A crise no Brasil abriu oportunidade de expansão para outros mercados, segundo o executivo. “O nosso crescimento prova isto e acreditamos que o fato de oferecermos um modelo novo, onde ao contrário de vendermos produtos buscamos entender as necessidades das famílias e customizar vossas demandas, temos um modelo diferenciado. Agregar valor aos relacionamentos reduz sua dependência a ciclos econômicos. O grupo Belvedere está neste caminho nas diversas jurisdições que atuamos”, diz.

“A Toronto Stock Exchange, principal bolsa de valores do Canadá, possui diversas empresas listadas com ativos minerais no Brasil como ouro, diamante, minério de ferro, por exemplo. Por conta disso já contactamos investidores canadenses”, explica.

DO BRASIL PARA FORA

Um ponto que pode atrair pequenos e médios investidores brasileiros à América do Norte (EUA e Canadá) é a simplificação tributária, ao contrário do que ocorre no Brasil. “As regras são claras, mas é preciso entender o mercado norte-americano. E para isso uma assessoria legal especializada é primordial”, dá a dica. “Com a redução da taxa de juros no Brasil, no menor patamar desde o Plano Real, as famílias têm que buscar uma gestão de recursos para manter o nível de renda de anos anteriores”, avalia Julio Lage.

“O mais importante para quem quer investir fora do Brasil é entender as particularidades do mercado, dos potenciais clientes e da regulação e regras de cada segmento”, acrescenta. De acordo com Lage, é importante para o investidor entender que os mercados (Brasil-EUA) se comportam de forma diferente. “O mesmo posicionamento que se tem no Brasil, por exemplo, pode não garantir sucesso quando a empresa ou o negócio se instalam nos Estados Unidos”, comenta o executivo.

Observar essas particularidades, segundo o executivo, pode fazer com que o investidor familiar brasileiro seja bem sucedido no exterior.

Edição: Martha Imenes

 

Natura e Rock in Rio juntas por um mundo melhor

Natura e Rock in Rio juntas por um mundo melhor

Por Martha Imenes

Natura e o Rock in Rio se uniram em prol de um mundo melhor e firmaram parceria inédita para o Rock in Rio 2019, que vai ocorrer nos dias 27, 28 e 29 de setembro, 3, 4, 5 e 6 de outubro, na Cidade do Rock (Parque Olímpico, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro). As cerca de 700 mil pessoas durante os sete dias do evento serão convidadas a participar de causas e iniciativas de sustentabilidade e inovação.

A Natura é referência em projetos de impacto positivo nas esferas econômica, social, ambiental e cultural e tem suas atividades certificadas e reconhecidas por diversos selos e organizações internacionais, como B Corp (rede global de empresas de impacto positivo) e UEBT (spin off da ONU que certifica cadeia produtiva).

Para a vice-presidente de Marketing, Inovação e Sustentabilidade da Natura, Andrea Alvares, a parceria amplifica a visão de mundo da marca. “Natura é parte de um grupo global movido por propósito e impacto positivo, por isso, queremos ecoar nossos valores em plataformas massivas, engajadoras e relevantes como o Rock in Rio”, explica a executiva.

O festival, que surgiu em 1985 e já realizou 19 edições, tem entre suas diretrizes ajudar a transformar o planeta, não só por meio da música e do entretenimento, mas também por causas sociais, ambientais e culturais com o projeto “Por um Mundo Melhor”.

“Nove milhões de pessoas já passaram pela Cidade do Rock e um bilhão de pessoas já assistiram às transmissões das 19 edições. No Rock in Rio, temos um embrião do que pode ser um mundo melhor. Com a parceria com a Natura, queremos ampliar a potência dessa visão com o nosso público”, afirma Roberta Medina, vice-presidente executiva do Rock in Rio.

Para celebrar o anúncio da parceria entre a marca de cosméticos e o Rock in Rio, a Natura lança um vídeo que reafirma o seu compromisso com ações e em prol de uma sociedade mais consciente, diversa e igualitária, convidando as pessoas a acompanharem e participarem da ação.

“O que eu, você, o que nós podemos fazer pelo futuro? Não aquele futuro distante. Agora, nesse instante, o que fazer por esse mundo que tem tanta pressa que esquece o humano? Que toda ação tem uma reação? O planeta não é nossa propriedade, a comida não cresce na prateleira, a energia não vem da tomada. Dá para restaurar a conexão?”, questiona a peça publicitária, que tem narração da cantora Liniker Barros, da banda Liniker e os Caramelows, patrocinada pela marca.

A campanha será veiculada nos canais do Facebook, YouTube e Instagram da Natura. Assinam a criação do vídeo Carolina Albuquerque e Tais Okamura com direção de Isabel Nascimento Silva. A idealização é da Hysteria, produtora de conteúdo formada por diretoras, produtoras e jornalistas. O núcleo, que faz parte da Conspiração Filmes, tem o objetivo de criar um ecossistema de apoio à projetos concebidos e realizados por mulheres, não necessariamente sobre temas femininos e se define como “a equidade de gênero saindo da teoria e partindo para a prática”. Acesse no link http://youtu.be/uEN7yDeeJiY.

Ambev divulga projetos que receberão investimento de até US$ 100 mil

Ambev divulga projetos que receberão investimento de até US$ 100 mil

Por Martha Imenes

Três projetos brasileiros foram aprovados no programa da aceleradora global de soluções ambientais da AB InBev: Molécoola, a RSU Brasil e a Tampec. As startups foram selecionadas pela cervejaria Ambev (http://www.aceleradoraambev.com.br/) para participar de um treinamento onde os projetos serão acelerados na sede da companhia em Nova York. A aceleradora, lançada em junho com foco em impulsionar propostas que contribuam para a construção de um mundo melhor, visa identificar soluções inovadoras de empreendedores, startups e acadêmicos.  O programa faz parte da Plataforma 100+, lançada recentemente pela Ambev e que reúne ações de impacto positivo para construir um legado sustentável para a sociedade e o meio ambiente pelos próximos 100 anos e mais.
Em paralelo ao treinamento com foco no desenvolvimento do projeto piloto, as startups selecionadas receberão também um investimento de até US$ 100 mil e apoio operacional da companhia na implementação de suas soluções, além de mentoria e acompanhamento de especialistas em sustentabilidade da cervejaria e também de consultores externos.
As startups brasileiras que participarão da etapa global possuem projetos alinhados às metas socioambientais assumidas pela cervejaria Ambev como compromissos para serem atingidas até 2025 nos pilares Gestão de Água, Ações Climáticas, Agricultura Inteligente e Embalagem Circular. Entre elas está a Molécoola, que criou o conceito da primeira loja de nano franquia de reciclagem no Brasil, motivando as pessoas a destinarem seus resíduos para a reciclagem por meio de incentivos em forma de pontos para troca por produtos e serviços; a RSU Brasil, que desenvolveu uma tecnologia de baixo custo e limpa para transformação de resíduos orgânicos em biomassa para energia, para reaproveitamento do lixo, evitando assim o simples descarte no meio ambiente e garantindo reciclagem de materiais que antes eram aterrados; além da Tampec, que desenvolveu um sistema de logística reversa que mapeia e centraliza a coleta de embalagens pós consumo.
“Acreditamos no potencial de transformação e impacto positivo dos projetos que escolhemos para representar o Brasil na etapa global da nossa aceleradora. Estamos muito felizes em contar com startups que compartilham do nosso sonho de construir um mundo melhor e sabemos que, ao unir nossos esforços, estamos deixando um legado positivo para os próximos 100 anos e mais”, comenta Rodrigo Figueiredo, vice-presidente de Sustentabilidade e Suprimentos da cervejaria Ambev.
A aceleradora de soluções ambientais conta com apoio institucional do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) que, em parceria com a cervejaria Ambev, participou da avaliação dos projetos inscritos, garantindo alinhamento dos mesmos aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.
Além das startups brasileiras selecionadas para a etapa global, outros dois projetos nacionais foram escolhidos para receberem um incentivo financeiro, além de treinamentos e mentoria. A Amana Katu é um deles e desenvolveu sistemas para captação e filtragem de água da chuva para fins domésticos e agrícolas na Amazônia, onde há escassez de água potável para milhões de pessoas, empregando e capacitando grupos de jovens em situação de vulnerabilidade social. A outra startup é a ManejeBem, que criou uma rede social conectar produtores rurais e técnicos, providenciando assistência online a baixo custo, fomentando o desenvolvimento de pequenos negócios e contribuindo para boas práticas no campo.

Reforço no segmento de proteção contra incêndio

Reforço no segmento de proteção contra incêndio

Por Martha Imenes

As novidades no setor brasileiro de proteção e combate a incêndio podem ser encontrados na Feira Internacional de Segurança e Proteção (Fisp), que vai até esta sexta-feira em São Paulo. Uma das vedetes do evento é a norte-americana Victaulic, que fornece uniões mecânicas para tubulações, o que possibilita rapidez na instalação e aumenta a segurança no trabalho.

“Participar da Fisp é importante para que as novas soluções da Victaulic sejam conhecidas em todas as regiões do país. O evento reúne profissionais e prestadores de serviços de várias cidades brasileiras, por isso nosso time está muito entusiasmado para apresentar as inovações técnicas para o público que visitar o nosso estande”, afirma o gerente de Divisão da Victaulic na América do Sul, Pablo Del Hoyo.

A área de atuação da companhia inclui os setores de óleo e gás, químicos, mineração, geração de energia, tratamento de água potável e residual, naval, assim como construções civis comerciais e proteção contra incêndio. Locais onde a segurança de tubulações é imprescindível, como no caso dos sprinklers, componente do sistema de combate a incêndio que descarrega água quando é detecta que uma temperatura predeterminada foi excedida.

Durante o evento, na cidade de São Paulo, a equipe da empresa apresentará novidades no portfólio, com destaque para os sistemas FireLock™ IGS Installation-Ready™ e o acoplamento de sprinklers Modelo V9. Os dois sistemas, segundo informações da própria companhia, podem ser instalados sem o uso de ferramentas ou treinamento complicado.

Beleza Natural chega à NY

Beleza Natural chega à NY

Por Viviane Faver

A marca Beleza Natural faz 25 anos e comemora no melhor estilo: chega ao bairro do Harlem, no coração de Nova York, nos Estados Unidos. A loja inaugurada há pucos dias tem capacidade para atender 400 clientes por dia e esse número pode aumentar. “Queremos chegar a 190 mil clientes por mês”, diz Marcia Silveira, responsável pelo  Marketing da rede em Nova York.
De acordo com Leila Velez, cofundadora e CEO da marca em Nova York, foram dois anos de planejamento e pesquisa até a inauguração da unidade no Harlem.
“Contratamos uma empresa norte-americana para fazer pesquisa e entrevista com consumidores, rotinas de cuidados das mulheres americanas, desde a aceitação do nome da marca até as cores da loja”, explica.
A pesquisa nas redondezas, conhecimento de hábitos e costumes do local são indispensáveis para quem planeja abrir um negócio no exterior. “Conhecer o local e entrar em contato com empresas estrangeiras que passaram pelo mesmo processo também são importantes”, orienta Leila. “Conhecer e dominar o idioma são imprescindíveis”, acrescenta.
A marca, que nasceu na Tijuca, Zona Norte do Rio, foi criada por Zica Assis, que na época trabalhava em casa de família e sofria preconceito por ter cabelo crespo. E isso fez com que elaborasse produtos e fizesse experimentos para cuidar e hidratar cabelos encaracolados e crespos. E o empreendedorismo de Zica deu certo: atualmente, além da unidade em NY, a marca possui outras 45 lojas.

Edição Martha Imenes