Itaú Unibanco abre inscrições para contratação de gerentes

Gosta de trabalhar em equipe e é antenado nas novas tecnologias? Tem perfil colaborativo, possui Nível Superior e é um líder nato? Esse é o perfil que o Itaú Unibanco está procurando para atuar na gerência comercial. As inscrições para o processo seletivo começaram hoje (4/12) e vão até o dia 15. As vagas são para todo o Brasil e as inscrições podem ser realizadas pela internet.

“Buscamos profissionais que desejam dar um novo rumo em suas carreiras, desafiador, e que estejam entusiasmados em fazer a diferença no dia a dia das nossas agências e dos nossos clientes”, afirma Marcelo Redoschi Carvalho, superintendente de atração, seleção e escola de negócios do Itaú Unibanco. “Mais do que a formação profissional, vamos valorizar a afinidade do candidato com a área comercial e a vivência na gestão de equipes”, diz o executivo.

Os candidatos que serão contratados vão ingressar automaticamente no Programa de Formação Novos Líderes, que contará com um método de aprendizagem e treinamento profissional diferenciado e personalizado. A formação intensiva para profissionais com experiência comercial em outros segmentos, mais de 600 horas de treinamento e acompanhamento de um ano com programa de mentoring são alguns dos atributos que fazem parte da estrutura que será oferecida no programa para os gerentes durante a fase de capacitação.

O Itaú Unibanco informou que o processo seletivo será praticamente 100% digital, além da inscrição pela internet as entrevistas serão realizadas em plataformas como o Skype. Nessa fase, a seleção contará também com a participação ativa de superintendentes e diretoria executiva.

Os candidatos interessados poderão se inscrever no processo seletivo até 15 de dezembro pelo site http://epartner.vagas.com.br/v1613582. Os aprovados serão admitidos em janeiro de 2018.

Requisitos:

  • Vivência na área Comercial;
  • Graduação: Superior Completo (Bacharelado) em qualquer área ou tecnólogo com pós/MBA já concluído;
  • Vivência com gestão de equipes no segmento comercial;
  • Disponibilidade para atuar em qualquer região do Brasil será diferencial.

Principais atividades da função:

  • Promover o desenvolvimento da equipe comercial e acompanhar os resultados obtidos;
  • Assegurar o cumprimento dos procedimentos da área sob sua responsabilidade no que se refere à execução e monitoramento dos controles internos estabelecidos;
  • Definir estratégias para obtenção de resultados juntamente da equipe comercial;
  • Atuação direta com os Gerentes de Relacionamento a fim de alavancar os resultados;
  • Representar a agência junto aos órgãos locais, públicos, privados e comunidade.

Remuneração e benefícios:

  • Remuneração alinhada às práticas de mercado;
  • Participação nos lucros e resultados;
  • Vale Refeição;
  • Vale Alimentação;
  • Assistência Médica e odontológica;
  • Plano de previdência privada;
  • Seguro de Vida;
  • Parceria com diversos estabelecimentos comerciais de bens e consumo;

Black Friday: veja como não comprar ‘tudo pela metade do dobro’

A poucos dias da Black Friday – onde lojas físicas e online oferecem ofertas imperdíveis – todo cuidado é pouco para não desembolsar dinheiro para comprar produtos, como alertam os memes, “pela metade do dobro”. Especialistas ouvidos pelo jornal O DIA, na reportagem de Marina Cardoso, alertam os consumidores para não caírem no conto do desconto maquiado.

Um dos principais pontos é prestar atenção aos preços antes do evento promocional, alerta Paulo Simões, do escritório Basile Advogados. “Em anos anteriores, dias antes da Black Friday, lojas aumentaram o valor dos produtos, o que fez parecer com que o desconto fosse generoso na data, quando, na verdade, correspondiam ao valor real do item. A prática é ilegal e pode gerar reclamações nos Procons e até ações judiciais se o consumidor for lesado”, afirma.

Uma dica importante é estar ligado nos preços, principalmente nas ofertas anteriores. O ideal é sempre guardar os anúncios de jornais, revistas, encartes e até mesmo tirar fotos das páginas eletrônicas onde as promoções aparecem.

“De posse das ofertas anteriores é possível exigir que as empresas cumpram e vendam o produto, conforme o Código de Proteção e Defesa do Consumidor em seu Artigo 35, exigindo cumprimento forçado da obrigação, aceitar outro produto ou prestação de serviço equivalente e rescindir o contrato, com direito à restituição de quantia eventualmente antecipada, monetariamente atualizada, e a perdas e danos”, explica o advogado.

O consumidor também pode se deparar com problemas na compra. “Muitas vezes, finaliza a aquisição e dias depois é informado que não possui mais a mercadoria no estoque. Nesses casos, o cliente pode exigir o cumprimento da publicidade veiculada, com a entrega do produto adquirido, ou optar pela devolução integral do valor pago, além de eventual indenização por perdas e danos”, orienta Alan Melo, da Vieira Cruz Advogados.

Dicas para fazer uma compra segura

Para evitar que o consumidor tenha dores de cabeça com o produto ou serviço adquirido na Black Friday, há sites que fazem comparações de preços, o que ajuda a não cair em armadilhas de preços camuflados, como o portal www.blackfriday.com.br. Além disso, a empresa de soluções digitais Proxy Media criou o “Black Friday de Verdade” com a proposta de oferecer descontos reais.

“As marcas assinaram um compromisso para seguir os termos do órgão de defesa do consumidor e oferecer compra vantajosa e segura”, explica Francisco Cantão, sócio da Proxy Media.

Ao receber e-mail com promoção, verifique o endereço eletrônico para se certificar se a empresa é conhecida. Se houver erros gramaticais na mensagem ou links duvidosos é sinal para ficar alerta. Caso tenha dúvida, entre no site separadamente – sem ser pelo link enviado.

“Muitas fraudes ocorrem na hora do pagamento. Lojas que apenas aceitam transferência bancária ou boleto tornam-se suspeitas, pois essas modalidades não oferecem uma possibilidade de estorno posterior. Ao usar o cartão de crédito, as administradoras possuem maior poder de ação”, afirma Paulo Simões.

Confira as ofertas

– Shopping Bay Market

Na Calçapé, sandália de R$89,90 sairá por R$49,90 e tamanco de R$79,90 por R$49,90. Na Mahallo, vestido de crepe R$69,90 por R$39,90 e vestido longo de R$69,90 por R$49,90.

– Peixe Urbano

Ipad Air com 32GB ou 128GB sairá a partir de R$ 2.499,90 e estadia no resort Thermas de Olímpia em São Paulo com até 7 noites para dois adultos e cortesia para até três crianças de até 12 anos sairá a partir de R$ 129.

– Shopping Jardim Guadalupe

Mochila de R$159,90 custará R$119,90 na Bagaggio.

– West Shopping

Jaqueta feminina de R$ 259,99 por R$ 119,99 na Hering e perfumes Very Irrésistible Rose Givenchy (75ml) e Le Male Popeye Jean Paul Gautier (125ml) de R$ 449 por R$ 219 cada um.

– Américas Shopping

Na Santa Lolla, sandália alta ‘Nó Ouro’ de R$ 249,90 por R$ 99,90 na Santa Lolla e armação de óculos Mormaii de R$ 400 por R$ 180 na Ótica Golden do Bairro.

– Via Varejo

Nas lojas da Casas Bahia, com o cartão próprio o pagamento pode ser em até 14x sem juros em produtos selecionados e no carnê em até 24x, nessa condição os clientes só começam a pagar em 2018. Para o Ponto Frio, no site e nas lojas físicas o cliente que possuí o cartão da bandeira pode parcelar as compras em até 18x sem juros também para produtos selecionados.

 

Pequenos negócios para grandes mulheres em NY

Por Viviane Faver
Especial de Nova York

Empreendedoras brasileiras em Nova York comemoram os 30 anos da lei federal HR 5050 – que estimulou o empreendedorismo feminino e criou a rede Women’s Business Centers (WBC). A aprovação da lei abriu oportunidades para mulheres, inclusive as brasileiras, idealizarem o próprio negócio na terra do Tio Sam.
Há 23 anos, a ex-estilista Cristina Duarte largou o segmento de acessórios da marca Cantão e investe em uma joalheira artesã em NY. Há sete anos, ela abriu a loja Studio DuArte, no East Village, e um ano a Artist&Flea, no Soho. Cristina tentou abrir um negócio no Brasil, mas desistiu devido a burocracia e o custo alto para investir. “Paguei US$100 e em menos de duas horas abri minha empresa. Aqui eles incentivam e facilitam o pequeno empresário, diferente do Brasil que cobra uma burocracia desnecessária” conta Cristina.
A mineira Marcela Andrade se mudou para Nova York em 1986. Hoje ela é presidente de uma organização sem fins lucrativos, a Sewing The Roses, e da grife de roupas e acessórios Marcela Carvalho, no Soho.
Assim como Cristina, ela tentou abrir um negócio no Brasil, mas desistiu devido a dificuldade para o pequeno empresário. “Aqui há vários cursos gratuitos e agências preparadas para ajudar no processo, e os bancos têm ofertas de empréstimos acessíveis”, comemora Marcela, que também é artista plástica e trabalha como professora no Flushing Town Hall.
No dia 8 de março desde ano uma de suas obras de arte  representou o Brasil em Bangkok. O embaixador do brasil na Tailândia Gilberto F. G. de Moura oficialmente a recebeu em sua casa para um almoço celebrando o trabalho de Marcela no evento La Femme no River City Bangkok.
Assim como Cristina, ela tentou abrir um negócio o Brasil, porém desistiu devido a dificuldade que o governo brasileiro coloca para o pequeno empresário. “Aqui há vários cursos e workshops gratuitos e agências preparadas para ajudar você no processo, incluindo advogados para perguntas e conselhos. Os bancos tem ofertas de empréstimos acessíveis. Acho muito fácil e rápido para um empresário começar seu negócio aqui. No Brasil há uma burocracia que dificulta este processo tornando-se lento e  desanimando o empreendedor”, relata.
Marcela, que trabalhou nos anos 90 com as top models da época como Linda Evangelista, Cindy Crawford, Carla Bruni, Naomi Campbell,  e designers como Donna Karan, Calvin Klein, Carolina Herrera nos bastidores dos fashion, mostra hoje sua criatividade na roupas que vende – todas pintadas por ela a mão.
“As expectativas para esse ano é fechar com um crescimento de 80%  em relação ao ano de 2016.  Expandir um pouco mais o nome da grife solidificando a assinatura dos meus produtos. Quem sabe uma representação no Brasil?”, anima-se.
Indo em direção ao circuito das artes no Brooklyn encontramos Larissa Ferreira, fundadora e diretora executiva da AnnexB, a primeira organização baseada em Nova York a oferecer um programa de residência artística exclusivamente para artistas brasileiros. E também embaixadora do The55Project, um projeto com componentes sociais e educacionais que desenvolve atividades culturais em Miami, Nova York e São Paulo.
Formada em Administração de Empresas, trabalhou por 10 anos em diferentes empresas e setores no Brasil, incluindo mercado financeiro e varejo. Quando se mudou para NY e 2015 para fazer um mestrado em Arts Administration teve a oportunidade de trabalhar durante uma exposição de uma artista brasileira. “Esta experiência de trabalho me fez mudar o foco da minha carreira e decidi encontrar formas de impulsionar o reconhecimento internacional dos artistas brasileiros, que, por sua vez, promoveriam a cultura brasileira no exterior”, explica.
Ela completou recentemente o primeiro ano de programação da AnnexB e conta que empreender é um desafio constante, demanda energia, persistência e visão. Até este mês foram produzidos o trabalho de 34 artistas brasileiros em Nova York, com 8 deles participantes do programa de residência. Os projetos de arte incluem: 18 murais, 5 exposições, 2 performances, 2 oficinas, 2 lançamentos de livros, bem como inúmeras visitas ao ateliê.
“Desses 34 artistas 18 são mulheres, com 7 delas (no total de 8 artistas) participantes do programa de residência. Toda nossa equipe é formada por mulheres e grandes parceiros que tivemos até então, também são mulheres. Essa união sem dúvida nos fortalece”, ressalta Larissa.
Em relação ao processo de abertura do seu Atelie, Larissa conta que o processo burocrático para abrir seu negócio em Nova Iorque a  surpreendeu positivamente, assim como os incentivos para startups. “ Em Nova York, existem diversos incentivos a arte e cultura. Na minha opinião, o grande diferencial para as organizações de artes sem fins lucrativos nos Estados Unidos é a cultura de doações individuais e incentivos fiscais do país.”
A primeira temporada da AnnexB, 2016-2017, concentrou-se em artistas cujas práticas envolvem a arte urbana. “Em 2018, nosso programa de residência se concentrará na prática social, portanto, aberto a artistas brasileiros trabalhando em todas as formas de arte social, como ativismo, preocupações ambientais e climáticas, questões de raça e gênero, imigração, comunidade e engajamento público. Inclusive, vamos divulgar em breve o nosso Open Call para 2018. Nosso objetivo para o próximo ano é solidificar nosso programa de residência e se tornar um satélite: um anexo, para arte brasileira em Nova York.

L’Oréal investe R$ 160 milhões em centro de pesquisa no Rio

A fabricante de cosméticos francesa L’Oréal investiu R$ 160 milhões no seu oitavo Centro de Pesquisa e Inovação. Desta vez o “sortudo” foi o Rio de Janeiro. O local escolhido fica na Ilha do Fundão, ao lado do campus da UFRJ. Por meio de nota, a L’Oréal informou que “o centro foi criado para acelerar a inovação e o desenvolvimento de produtos para atender à diversidade das expectativas de beleza dos consumidores brasileiros”.
Ainda segundo a nota, o novo Centro de Pesquisa e Inovação tem duas missões: o primeiro é “acelerar o desenvolvimento local de inovações em categorias onde os brasileiros são altamente exigentes, como cuidados com os cabelos, proteção solar e higiene”.
Os produtos desenvolvidos na nova unidade têm potencial de lançamento mundial. A segunda missão do centro é “tornar as melhores inovações da L’Oréal relevantes para consumidores brasileiros e latino-americanos através de desenvolvimentos locais e da customização de tecnologias mundiais”.

(Fonte: jornal O Dia)

Começa o Aniversário Guanabara

POR MARTHA IMENES/O DIA

Foi dada a largada para o Aniversário Guanabara. O consumidor que quiser aproveitar os descontos de até 60% em mais de 2 mil itens terá que ter muita disposição para enfrentar a multidão esperada para a campanha. Isso porque a expectativa da rede é de que somente nos três primeiros dias, um milhão de pessoas passem em uma das 25 unidades dos Supermercados Guanabara.
No total, serão mobilizadas pela rede mais de 21 mil pessoas diretamente para trabalhar nos 42 dias do “evento”.
Para evitar filas quilométricas e congestionamento de carros no entorno dos supermercados, a empresa contratou 4 mil novos funcionários para reforçar a equipe das lojas e controladores de tráfego. A boa notícia é que os temporários que se destacarem neste período poderão ser efetivados, informou a rede.
No Aniversário Guanabara, chamado também pelos internautas de a “verdadeira Black Friday brasileira”, os clientes poderão ganhar, por meio de sorteio, carros, títulos de barras de ouro no valor de R$ 200 mil cada, além de vale-compras no valor de R$ 200.

CONFIRA

Óleo de soja Leve – R$ 2,69
Açúcar Guarani – R$ 1,39 (Kg)
Leite em Pó Italac ou Aurora, sachê de 400g – R$ 4,99
Leite em Pó Ninho, 400g 360g ou Molico 280g, 252g – R$ 7,99 (lata)
Achocolatado Nescau – R$ 3,99
Condensado Moça – R$ 2,99
Condensado Italac, R$ 1,99
Creme de Leite Italac, R$ 0,99 (200g)
Azeite Extra Virgem Andorinha – R$ 9,99
Café Pimpinela Golden ou Pilão, R$ 7,98, sendo Pimpinlela 500g/ Pilão Leve 500g pague 450g
Arroz Ouro Nobre ou Milanez – R$ 7,95 (Kg), o Milanez somente Agulhinha
Feijão Preto Copa ou Camil – R$ 2,69 (Kg)
Margarina Qualy – R$ 5,98 (Kg)
Presunto Cozido Seara ou Perdigão – R$ 9,99 (Kg)
Calabresa Sadia ou Perdigão – R$ 7,98 (Kg)
Filé de frango Seara – R$ 6,99
Alcatra Bovina à vácuo – R$ 16,98
Cerveja Antarctica – R$ 1,37 (269 ml)
Colgate Tripla Ação – R$ 0,99 (Leve 90g Pague 70g)
Kit Pantene – R$ 9,99
Papel Dualette Folha Dupla – R$ 9,99 (16 unidades)
Fralda Pampers ou Turma da Mônica Supersec ou Tripla proteção – R$ 9,99
Desodorante Rexona aerossol – R$ 5,99
Detergente Ypê, Limpol ou Minuano – R$ 0,99
Limpador Veja Multiuso – R$ 1,99 (Embalagem Leve 500ml e Pague 450ml)
Sabão Tixan – R$ 5,98 (2Kg)
Sabão Omo Multiação – R$ 9,98 (2Kg)

 

 

Embelleze lança plataforma de e-commerce

A Embelleze lançou uma plataforma de comércio eletrônico, acompanhando o movimento do setor e os novos hábitos de consumo femininos. A startup, além de ser composta por mais de 350 itens à venda, também agrega o novo blog da empresa, que passou por uma reestruturação no layout e na linha editorial para oferecer, com a colaboração de influenciadoras digitais, um conteúdo de empoderamento e valorização da mulher brasileira, além de pautas de beleza e cuidados com os cabelos.
A operação do e-commerce reflete o novo olhar para o digital da Embelleze, que visa se diversificar cada vez mais neste universo. De acordo com a pesquisa Webshoppers, estudo de maior credibilidade sobre o comércio virtual brasileiro, no Brasil, 25,5 milhões de consumidores fizeram pelo menos uma compra virtual no primeiro semestre de 2017, representando um aumento de 10,3% em comparação a 2016.
“Nossa ideia é aproximar cada vez mais nossa consumidora do universo digital, com novidades que tragam sempre mais conveniência para a mulher brasileira. O e-commerce e o blog serão excelentes ferramentas para esse fim. A loja on-line, que deve agregar um faturamento de R$ 6 milhões com a venda de 100 mil produtos nos primeiros seis meses, vai além do comércio eletrônico. Como se trata de uma startup, será uma espécie de showroom, onde será possível fazer testes de produto e mercado. Um verdadeiro processo de experimentação para sentir se o produto vai ter aderência ou não, nos guiando para o caminho certo”, destaca o vice-presidente do Sistema Embelleze, Jomar Beltrame.
A criação do canal digital de comércio de produtos tem o objetivo também de criar uma integração dos universos online e offline, apoiando desta maneira o ponto de venda. O e-commerce irá funcionar como um hub de informações de todo o portfólio Embelleze, ajudando a incrementar ainda mais a venda dos produtos em todos os pontos de venda do país.

Rede de fast food brasileira dribla a crise e aposta em refeição artesanal

Sabor de comida caseira, preparo artesanal, 21 especiarias de diversos países no tempero do prato principal e visão de mercado para aproveitar oportunidades que surgem nos períodos de crise: esta é a receita de sucesso da Champion Fried Chicken, rede de fast food brasileira inaugurada em 2016, no Rio de Janeiro, e que registra faturamento de R$ 3,4 milhões no período. Com um quadro de 100 funcionários, a rede abrirá mais três restaurantes até dezembro. Diante dos sinais de reaquecimento da economia, a empresa planeja a abertura de outras cinco lojas em 2018 sob o modelo de franquias. Em setembro foi aberta, em Vila Isabel, tradicional bairro da zona norte do Rio,  a primeira unidade franqueada da marca.

Presente em seis shoppings centers e também detentora da Champion Empada & Café, a empresa é liderada pela chef de cozinha Maria Selma Mata (foto). Baiana de Ipiaú, 45 anos, anos, mãe de cinco filhos, a empresária conta que para crescer quase 500% em 12 meses contou com investimentos próprios, de parentes, sem recorrer a financiamentos bancários, o que ajudou o negócio a se desenvolver rapidamente. Aproveitando a oportunidade da retração do mercado, adquiriu pontos em locais estratégicos que estavam sendo oferecidos a preços baixos. E se beneficiou da habilidade e da paixão pela cozinha para se destacar no segmento que é um dos mais procurados por quem decide ter o próprio negócio.

“Desde sempre estive ligada à cozinha, era o que sempre me fazia sair das dificuldades. Comecei vendendo na praia, depois quentinhas, fazia petiscos para bares, preparava pratos congelados para famílias…A comida une as pessoas. Quando surgiu a oportunidade de ir para o shopping, adquirindo uma loja de uma empresa que havia falido, até a herança do meu sogro foi usada para o empreendimento. E tudo parcelado em 30 meses”, diz.

Inovação e sustentabilidade

Selma, que desenvolveu uma receita exclusiva, um frango temperado com 21 especiarias de várias países, frito sem o uso de óleo, inaugurou a primeira loja no Américas Shopping, no Recreio, Zona Oeste do Rio. Hoje, com quase 100 funcionários, a rede Champion Fried Chicken e Champion Empada & Café está presente também no Barra Shopping, Center Shopping, Madureira Shopping, Shopping Metropolitano e West Shopping. Para o mês de setembro está programada a inauguração da primeira franquia da marca, no bairro de Vila Isabel, na Zona Norte.

Além do frango frito sem óleo, outros produtos se diferenciam da concorrência por serem mais nutritivos e saudáveis. Atenta à importância de uma vida sustentável além da cozinha, Maria Selma iniciou uma campanha pela conscientização da reciclagem de resíduos. Com o tema “Eu tenho consciência, e você?”, a campanha será lançada nas próximas semanas nas lojas da rede Champion Fried Chicken tendo como embaixador o ativista ambiental Tião Santos. Conhecido mundialmente após protagonizar o documentário “Lixo Extraordinário”, do artista plástico Vik Muniz, ele foi “transformado” no mascote Tiãozinho, que ensina como todos podem ajudar a manter o equilíbrio do meio ambiente adotando a reciclagem no dia a dia.

Bolsas ‘Made in Brazil’ conquistam Nova York

 

Viviane Faver
ESPECIAL DE NY

As exóticas bolsas feitas à mão no Brasil conquistaram representantes de marcas estrangeiras na feira Accessories The Show, realizada no Javits Convention Center, em Nova York.
O Brasil foi representado por seis empresas oriundas de diferentes estados. Juntas, elas fecharam negócios em torno de US$ 6,6 milhões, e ainda há estimativas de entrar mais US$ 22 milhões em vendas nos próximos 12 meses, segundo Lilian Kaddissi, gerente executiva do Texbrasil.
Lilian acrescenta que participar desse evento é importante e estratégico para empresas brasileiras, uma vez que os Estados Unidos estão entre os principais mercados importadores dos produtos apresentados na feira. “Além disso, a marcas têm a oportunidade de atingir outros mercados que estão próximos como Canadá e México, por exemplo”, diz.
A marca de bolsas de couro artesanais, Agali, criada em 2016, em São Paulo, foi destaque na feira. E o sucesso foi tanto que já projeta crescimento de 20% para 2018 comparado com 2017.
Segundo a gerente comercial da marca, Juliana Moreira, o objetivo de participar do evento nos Estados Unidos foi para realizar novos negócios e expandir a marca. “Já temos parceria com uma representante nos Estados Unidos e ela viabilizou nosso acesso para essa feira, então resolvemos apostar”, diz Juliana.
Também no segmento de bolsas feitas à mão, a marca Catarina Mina nasceu no Ceará há 12 anos e essa foi sua primeira apresentação numa feira de atacado internacional. Segundo a proprietária e designer, Celina Hissa, o convite feito pelo consulado brasileiro ajudará a alavancar a marca para exportação.
A marca que começou a fazer negócios com o exterior este ano já teve êxito. Só na semana passada, conta Celina, fecharam vendas para México, Chile e Porto-Rico. “Todos dizem que a participação em feiras precisa ter continuidade. Essa foi a primeira. Tivemos vários resultados positivos, fechamos negócios em Miami, Dubai e outros países”, conta Celina. Ela acrescenta que sua empresa teve um crescimento de 30% no ano de 2017 comparado com o igual período em 2016. “Em 2018 pretendemos manter o crescimento”, diz.

Rock in Rio 2017 vai incrementar o volume de negócios na cidade

Junte em 300 mil metros quadrados estrelas do rock, astros da música pop, público esperado de 100 mil pessoas por dia, comidas, bebidas, acessórios e atrações radicais, e até mesmo um supermercado. São 8 grandes patrocinadores e mais de 50 empresas parceiras envolvidas no festival. Tudo isso estará na Cidade do Rock, de 15 a 24 deste mês na sétima edição do Rock in Rio, que esse ano ocupará o terreno do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca e vai incrementar os negócios na cidade.

Além das atrações musicais, o festival também oferece opções de divertimento, entre eles tirolesa, roda-gigante, montanha russa, mega drop. Um dos maiores sucessos das últimas edições, roda-gigante, patrocinada pelo Itaú, ficará localizada entre o Palco Sunset e a Rock Street África, bem de frente para o Palco Mundo. De acordo com a organização, a estrutura é a maior do gênero transportável da América Latina, com 24 gôndolas para seis passageiros cada, com capacidade para 144 pessoas. Haverá espaço destinado a pessoas com necessidades especiais. A estrutura, que tem 35 metros de altura e é toda iluminada em LED, e quem andar terá vista privilegiada da Cidade do Rock e do Palco Mundo.

Com oito grandes patrocinadores e mais de 50 empresas parceiras festival vai de 15 a 24 deste mêsDivulgação

Próximo do palco de música eletrônica ficará o mega drop, a maior torre de queda livre do Brasil, com 40 metros de altura, com patrocínio da Doritos. Doze “aventureiros” vão aproveitar a cada ciclo da atração: sentados e com cinto de segurança, serão elevados a uma altura equivalente a um prédio de 13 andares para em seguida caíram em queda livre.

A montanha russa, patrocinada pela Ipiranga, ficará no Rock District. A estrutura tem 335 metros de percurso e um looping de 12 metros de altura, além de espirais, subidas e quedas. Para atender a todo o público, são três trens que levam 36 passageiros por circuito.

E quem volta à Cidade do Rock para alegria dos loucos por adrenalina é a tirolesa da Heineken. A estrutura ficará em frente ao Palco Mundo e estará aberta àqueles que se aventurarem a sobrevoar o público, como fez o vocalista da banda 30 Seconds to Mars, Jared Leto na edição de 2013, e deslizar por um cabo aéreo.

Assim como em 2015, as atrações radicais terão sistema de agendamento com hora marcada, para evitar grandes filas e permitir que o público aproveite toda a Cidade do Rock, que contará com um Centro de Controle de Operações para monitorar todos os aspectos do festival, inclusive as filas, nos moldes das mais avançadas smart cities do planeta. Até mesmo os banheiros terão indicação de uso e de outros sanitários próximos com ocupação menor.

Considerado o maior festival de música do planeta, o Rock in Rio está em sua 17º edição, as cidades do Rio de Janeiro (Brasil), de Madrid (Espanha), de Lisboa (Portugal) e de Las Vegas (Estados Unidos), fazem parte dessa história. Só na capital carioca, o evento já está em sua sétima edição. Desde sua estreia, em 1985, o Rock in Rio já reuniu cerca de 8,5 milhões de pessoas na plateia, 1.588 artistas se apresentaram nos palcos do festival, 182 mil empregos foram gerados e 500 milhões de pessoas foram impactadas desde 2015

Carona do Rock

Mas nem só atrações radicais serão encontradas no evento deste ano. Pela primeira vez, visitantes terão um supermercado no local. O Prezunic além de montar a primeira loja do setor também oferecerá a Carona do Rock e uma série de atividades a quem já garantiu o ingresso. Em todos os dias de evento, vans especiais sairão de três lojas da rede Prezunic (Barra, Méier e Freguesia) em direção à Cidade do Rock transportando os clientes, com direito a lounge exclusivo e DJ antes do embarque.

Quem quiser usar o serviço dever fazer, ao menos, R$ 70 em compras nas lojas da rede, o que dá direito a um voucher de transporte. Ao todo, serão 36 saídas por dia, com capacidade para levar até 3.780 pessoas nos sete dias de festival. Para garantir o espaço na van é preciso apresentar o cupom fiscal no Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) e fazer o agendamento em uma das três lojas de onde partirão os veículos. O cliente pode escolher dia e horário de preferência, conforme o limite de vagas (15 pessoas por van).

“Queremos proporcionar ao nosso cliente experiência diferenciada para que ele já possa entrar no clima do festival, comprar petiscos e bebidas, com direito a DJ em nosso lounge, enquanto aguarda o horário da van, sem correria”, explica Lorena Santos, gerente de Marketing do Prezunic.

O critério para ter direito ao embarque no Carona do Rock é por ordem de agendamento. As saídas acontecem a cada 45 minutos, das três lojas do Prezunic, a partir das 13h15, em todos os dias do festival. O trajeto é apenas de ida, e a última van sai às 21h30. Menores de idade precisam estar acompanhados do responsável. A marcação pode ser feita até o dia 22 de setembro, enquanto houver vagas.

Fãs viram cantores na Rock Street África

Já imaginou cantar em plena Rock Street África? A Coca-Cola vai promover a experiência ao público com a marca Fanta, que vai estrear no festival com a Casa Fanta Guaraná. Uma banda composta exclusivamente por fãs vai tocar e cantar em tributo a seus ídolos no espaço de 180m² da Coca-Cola no festival.

“Somos uma empresa com foco no consumidor, o que nos leva a estar sempre em busca da melhor forma de nos conectarmos com as pessoas. O Rock in Rio é uma grande oportunidade para proporcionarmos um momento único para os consumidores”, afirma Luciano Lucas, gerente de experiências de marcas da Coca-Cola Brasil.

Casa Fanta terá atrações diversasDivulgação

Os integrantes da Coca-Cola Band – guitarristas, baixistas, bateristas e tecladistas – vão fazer o esquenta na página da marca no Facebook: https://www.facebook.com/cocacolabr/. No festival, serão 30 sessões por dia e o repertório terá como inspiração músicas dos artistas do line-up e clássicos do rock e pop. Além de cantar, quem quiser assumir algum instrumento poderá fazer uma audição rápida no estúdio da Coca-Cola FM, rádio da marca que assina o espaço.

As inscrições serão feitas na hora. Após a apresentação, os participantes receberão um link com foto do momento “astro da música” para compartilharem nas redes sociais e até imprimir de recordação. Nos intervalos, a animação fica por conta do DJ Rapha Lima e promotores da marca, e o público poderá curtir a ação bebendo Coca-Coca Zero, com nova receita, distribuída durante o evento.

Na estreia de Fanta no festival, a marca terá a Casa Fanta Guaraná na Rock Street África. Será um espaço para recarregar as baterias. Com cenografia que simula uma floresta tropical, além de pufes “de pedra” e Fanta Guaraná liberados, diversos cipós pendurados com carregadores de celular estarão disponíveis para o público.

Espetto Carioca

Estreante na Cidade do Rock, a Espetto Carioca vai levar um cardápio diferenciado ao festival com alguns de seus espetos considerados “carros-chefes” da rede, além dos tradicionais sanduíches de churrasco. O público poderá degustar os sabores de carne (R$ 12), frango (R$ 12), misto (R$ 12) e salsichão (R$ 13). Também estarão disponíveis sanduíches de churrasco, que serão servidos em pão especial com cobertura de provolone, molho barbecue e batata palha, com preço a partir de R$ 20. Outra novidade são os três combos, idealizados exclusivamente para o evento, com preço a partir de R$ 25 e que vão agradar a todos paladares e idades. Com investimento de R$ 150 mil, o Espetto Carioca espera atingir um total de 50 mil unidades vendidos durante os sete dias de shows.

“É com muito orgulho que anunciamos nossa estreia no maior e mais importante festival de música, cultura e entretenimento do planeta. Temos certeza que o nosso conceito de espetos e sanduíches serão um diferencial na alimentação do público que estará presente nos sete dias do Rock in Rio 2017”, destaca Leandro Souza, presidente da rede Espetto Carioca.

Festival deve gerar R$ 74 milhões em hospedagem, diz estudo

O RioCeptur, Centro de Pesquisas do Rio Convention & Visitors Bureau, calculou o impacto econômico que será gerado pelos hóspedes durante o Rock in Rio. Segundo a análise, com base na pesquisa prévia divulgada pela Associação de Hotéis do Estado do Rio de Janeiro (ABIH-RJ), a receita potencial em hospedagem será de R$ 74 milhões, representando a arrecadação de R$ 3,7 milhões em Impostos Sobre Serviço (ISS) para os cofres municipais.

De acordo com a ABIH-RJ, o primeiro fim de semana do evento (de 15 a 17 deste mês) conta com 67% dos quartos reservados. Segundo a análise do RioCeptur, o percentual representa a ocupação de 40.200 quartos de hotéis e 168,8 mil hóspedes em potencial, que devem gerar uma receita de R$ 29 milhões.

Na segunda semana do Rock in Rio (21 a 24), a pesquisa prévia da ABIH-RJ aponta que 77% dos quartos já estão reservados. Cálculos do RioCeptur indicam que a taxa representa a ocupação de 46.200 quartos, com 258,7 mil hóspedes em potencial e receita estimada em R$ 45 milhões.

A análise do RioCeptur ressalta, ainda, que, mesmo com 15 mil novos quartos de hotéis na cidade, as reservas para a segunda semana do evento já superam o mesmo período do último Rock in Rio, quando a hotelaria contou com 63,03% dos quartos ocupados. Para a primeira semana do evento, a diferença é de apenas 5%. Em 2015, o balanço final da ABIH-RJ registrou 73,06% de ocupação.

(Martha Imenes – Especial para O Dia)

 

 

Novo satélite vai levar internet para áreas carentes no Rio

POR VIVIANE FAVER
Nova York (EUA) – A Telebras anunciou o lançamento de um satélite que vai oferecer banda larga de alta qualidade em todo país, inclusive em áreas rurais e comunidades carentes no Rio. De olho na expansão do mercado e em busca de investidores estrangeiros para este projeto, a companhia fez conferência em Nova York no último fim de semana para apresentar o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), que terá capacidade de 58 gigabytes por segundo. A operacionalidade é 60 vezes maior do que a dos equipamentos em operação, informou a companhia.

“Dos 92 municípios do Rio, quatro não têm internet baseada em fibra ótica — que é a mais veloz que existe. A banda larga do SGDC também vai chegar onde falta infraestrutura. Esse satélite vai atender a todos sem exclusão”, garante o presidente interino da Telebras, Jarbas Valente.

Segundo o executivo, a área de ação do equipamento abrange desde escolas públicas, postos de saúde de comunidades carentes — o que facilitará o atendimento nessa região, garante Valente — à área de Segurança Pública.

Ele acrescenta que atualmente 45% dos domicílios brasileiros, a maioria na área rural, não têm condições de contratar uma internet de dez mega por falta de infraestrutura e de recursos.

“Esse satélite, que terá vida útil de 18 anos, vai entregar internet com até 30 mega para domicílios e empresas a preços até 15 vezes mais baixos que os concorrentes”, garante o subsecretário do Tesouro Nacional, José Franco de Morais, também presente ao evento em Nova York.

(Fonte: Jornal O Dia)